Instituto Ayahuasca

    O Instituto foi criado originalmente para manter vivo junto ao público as práticas ancestrais do Despertar das Perçepções Interiores (Consciência) por meio do desenvolvimento da Energia Medular Ascendente conhecida no Oriente como Kundalini, fruto do amor erótico entre esposo e esposa sem padecer do orgasmo fisiológico para fixar nos Chacras da Medula Espinhal a Força e a Luz Ayahuasqueira tornando a abertura algo mais que permanente e controlada.

    A Ayahuasca preenche o vácuo formado pela falta de resultado prático dos esoteristas onde se amplia a compreensão sobre os processos psicológicos errôneos facilitando sua dissolução do sistema nervoso propiciando realmente o autoconhecimento de si mesmo e o contato com sua Divindade Particular nas dimensões superiores do espaço interior.

    A Instituição é aberta a todos aqueles que vêem que estão defasados no seu trabalho interior, estudantes sinceros de todas as ordens e religiões, esoteristas ou não e que queiram conquistar e ampliar aquilo que tem lido em livros sagrados e ocultistas, aos que querem objetivar suas práticas do lar para que elas se tornem cada vez mais intensas e duradouras devido às novas sinapses cerebrais adquiridas com a Força e a Luz ayahuasqueiras

    O Instituto Ayahuasca longe de ser uma instituição religiosa, é sim um Templo-Escola de Conhecimento Superior onde os Estudantes aprendem na prática com os Professores Jagubes e Chacronas o Relaxamento, a Concentração, A Viagem Astral e a Meditação e tendo sua própria de conhecimento próprio bem definido.

    É a ÉTICA o princípio da ascenção da Energia Medular e se faz saber ao público em geral que as contribuições para o ressarcimento é voluntário uma vez que as Natureza não cobra pelo que entrega ao ser humano, é o homem que cobra do homem pela ganância desenfreada e é o Estudante que se sujeita aos pagamentos obrigatórios, parcelamentos de energia, aprendizado, etc... fruto de sua cobiça de poderes espirituais e escravo de sua preguiça e ignorãncia ao pagar 'iniciações" e "gráus" tanto com dinherio fisicamente quanto com sua energia internamente.

     No frontispício do Templo de Delfos, na Grécia Arcaica, Templo de Apolo lia-se: “Oh homem, conhece a ti mesmo e conhecerás o Universo e os Deuses” sendo que o único e primordial requisito para a admissão ao Autoconhecimento  “A confissão das intenções ocultas.”